banner servicos

Services

Maintrust offers the following services:

- Corporate Finance

- Mergers & Acquisitions

- Investment Consulting

- Business Intelligence

- Market Research

- Management Consulting

- International Markets

News

CTT concluem venda da antiga sede Assinada há um ano, a transacção foi concluída na sexta-feira passada. A empresa postal registará uma mais-valia contabilística de 16 milhões de euros, com impacto fiscal de cerca de dois milhões. O nome do comprador não foi divulgado. Ao fim de um ano, os CTT anunciaram a venda definitiva dos edifícios da sua antiga sede, em Lisboa, operação que leva a empresa postal a registar uma mais-valia de 16 milhões de euros, do total de 25 milhões de euros que representou a venda. Segundo o comunicado enviado esta segunda-feira, 18 de Dezembro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a escritura pública que formaliza a alienação foi feita na sexta-feira passada, 15 de Dezembro. "O montante total recebido pela empresa relativo à venda dos referidos imóveis corresponde ao preço contratado (o que representará uma mais-valia contabilística de cerca de 16 M€, com um impacto fiscal de cerca de 2 M€)," lê-se na referida nota. O nome do comprador não foi divulgado. A alienação tinha sido anunciada a 15 de Dezembro do ano passado, quando os CTT avançaram a assinatura de um contrato-promessa de compra e venda dos edifícios na Rua de São José, no centro da capital, por 25 milhões de euros. A empresa postal esperava concluir a operação num intervalo de 12 meses – o que veio a acontecer praticamente em cima da data auto-imposta. Há um ano, os CTT diziam ter recebido 2,5 milhões de euros de sinal, que seria descontado na altura da venda definitiva. Negócios 18/12/2017

CTT venderam antiga sede em Lisboa por 25 milhões de euros Os CTT – Correios de Portugal formalizaram a venda dos imóveis onde funcionava a antiga sede dos correios nacionais, em Lisboa, num valor de 25 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Os CTT assinaram sexta-feira a escritura pública de venda definitiva dos imóveis na propriedade da empresa na Rua de São José, em Lisboa, avançou a empresa em comunicado. O nome do comprador não foi referido. "O montante total recebido pela empresa relativo à venda dos referidos imóveis corresponde ao preço contratado (o que representará uma mais-valia contabilística de cerca de 16 milhões de euros, com um impacto fiscal de cerca de dois milhões de euros)", refere a empresa. A 15 de Dezembro de 2016, os CTT tinham celebrado o contrato-promessa de compra e venda dos imóveis. A empresa formalizou esta segunda-feira a venda dos imóveis onde funcionava a antiga sede dos correios nacionais. Os CTT – Correios de Portugal formalizaram a venda dos imóveis onde funcionava a antiga sede dos correios nacionais, em Lisboa, num valor de 25 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Os CTT assinaram sexta-feira a escritura pública de venda definitiva dos imóveis na propriedade da empresa na Rua de São José, em Lisboa, avançou a empresa em comunicado. O nome do comprador não foi referido. "O montante total recebido pela empresa relativo à venda dos referidos imóveis corresponde ao preço contratado (o que representará uma mais-valia contabilística de cerca de 16 milhões de euros, com um impacto fiscal de cerca de dois milhões de euros)", refere a empresa. A 15 de Dezembro de 2016, os CTT tinham celebrado o contrato-promessa de compra e venda dos imóveis. Sábado 18/12/2017

in